Um dos melhores vídeos que eu já vi!!

Fiquei fascinada pela idéia desses vídeos: pessoas do mundo inteiro cantando a mesma música, cada uma em sua própria cultura!
Durante cinco minutos e vinte e sete segundos, tive a impressão de que pessoas diferentes têm as mesmas oportunidades.

Deliciem-se…

Se gostou assista os outros, também são sensacionais!

Anúncios

Nunca subestime os idosos

 

Uma velhinha foi ao supermercado e colocou a ração de gato mais cara no carrinho. A moça do caixa disse:
– Me desculpe, mas nós não podemos lhe vender a ração de gatos sem provas de que a senhora realmente tem gatos. Muitos idosos compram ração de gatos para comer, e a gerência quer provas de que a senhora esteja realmente comprando a ração para o seu gato.
A velhinha foi para casa, pegou o gato e o levou ao super mercado e eles então venderam a ração prá gato..
No dia seguinte, a velhinha foi ao super mercado novamente e comprou 12 dos mais caros biscoitos prá cachorro. A caixa, novamente, pediu provas de que ela tinha um cachorro, explicando que os idosos costumavam comer comida de cachorro.
Frustada, ela foi para casa e voltou com seu cachorro, e pôde levar os biscoitos.
No outro dia, a velhinha voltou ao mercado trazendo uma caixa com um buraco na tampa e pediu para a moça colocar o dedo no buraco. A moça da caixa disse:
– Não! pode ter uma cobra aí dentro !!!
A velhinha lhe assegurou que não tinha cobra de estimação, e que não havia nada na caixa que pudesse mordê-la.. Então a moça do caixa enfiou o dedo no buraco, tirou, cheirou e disse:
-Hummmmmm… mas isto é merda!!!
A velhinha então sorriu de orelha a orelha e confirmou:
-É merda mesmo! Agora, minha querida, eu posso comprar três rolos de papel higiênico???


Sentiu a diferença?

Um homem chegou a casa, após o trabalho, e encontrou os seus três filhos brincando do lado de fora, ainda vestindo os pijamas. Estavam sujos de terra, cercados por embalagens vazias de comida entregue em casa A porta do carro da sua esposa estava aberta. A porta da frente da casa também. O cachorro estava sumido, não veio recebê-lo. Enquanto ele entrava em casa, achava mais e mais bagunça. A lâmpada da sala estava queimada, o tapete estava enrolado e encostado na parede.Na sala de estar, a televisão ligada aos berros num desenho animado qualquer, e o chão estava atulhado de brinquedos e roupas espalhadas.Na cozinha, a pia estava transbordando de pratos; ainda havia café da manhã na mesa, a geladeira estava aberta, tinha comida de cachorro no chão e até um copo quebrado em cima do balcão. Sem contar que tinha um montinho de areia perto da porta. Assustado, ele subiu correndo as escadas, desviando dos brinquedos espalhados e de peças de roupa suja. Será que a minha mulher passou mal?’ Pensou. Será que alguma coisa grave aconteceu?’ Daí viu um fio de água correndo pelo chão, vindo do banheiro. Lá encontrou mais brinquedos no chão, toalhas ensopadas, sabonete líquido espalhado por toda parte e muito papel higiênico na pia.A pasta dos dentes tinha sido usada e deixada aberta e a banheira transbordando água e espuma.Finalmente, ao entrar no quarto de casal, ele encontrou a mulher ainda de pijama, na cama, deitada e lendo uma revista. Ele olhou para ela completamente confuso, e perguntou: Que diabos aconteceu aqui em casa? Por quê toda esta bagunça? Ela sorriu e disse: – Todos os dias, quando você chega do trabalho, me pergunta: Afinal de contas, o que você fez o dia inteiro dentro de casa? Bem…Hoje eu não fiz nada, FOFO!!!! Sentiu a diferença???